O que torna a iluminação pública tão importante?

03/10/2018   |    Dicas  Destaque Home

A iluminação passou a fazer parte de nossa vida de maneira tão intensa que é difícil pensarmos no mundo sem ela. As residências, lugares turísticos, ruas urbanas. Tudo requer uma iluminação de qualidade. Principalmente este último ponto. A iluminação urbana está atrelada à segurança nas cidades. Afinal, ninguém gosta de ruas mal iluminadas.

Neste artigo, explicaremos tudo o que torna a iluminação urbana necessária. Desde sua relação com a segurança até a beleza que ela proporciona.

O que é iluminação urbana

De maneira geral, é tudo o que compreende à boa visibilidade do meio urbano. Isto, é claro, correlacionado com a iluminação

Neste sentido, temos uma gama de locais que são inclusos na iluminação urbana:

  • Ruas;
  • Praças;
  • Avenidas;
  • Túneis;
  • Trincheiras e viadutos;
  • Jardins,
  • Vias,
  • Estradas,
  • Passarelas,
  • Pontos de ônibus;
  • Monumentos;
  • Fachadas;
  • Obras de arte em vias urbanas

Logo, se percebe o quanto este conceito é abrangente e próximo. Segundo a Eletrobrás, 3% de toda energia elétrica produzida no país é destinada a ela.

Importância da iluminação urbana

A iluminação pública deixou o papel de, somente, destacar objetos à noite. Hoje, seu conceito e aplicação é muito mais amplo. As cores fazem parte dela.

Não basta apenas iluminar bem, mas trazer cor e vida aos meios urbanos.

Além disto, a iluminação urbana transforma as ruas em locais frequentáveis à noite. Com ela, carros e motos podem trafegar por mais tempo. Assim como as pessoas, que podem desfrutar deste papel.

E aqui surge o paralelo com o próximo ponto:

Iluminação urbana e segurança

Vias públicas bem iluminadas oferecem maior sensação de segurança.

Ainda que não haja nenhum estudo que correlacione com a total inibição de crimes, é um exercício de lógica. As pessoas tendem a circular com maior tranquilidade em lugares visíveis.

Um beco escuro é muito mais propenso à criminalidade do que uma rua bem iluminada.

O que é preciso para uma boa iluminação urbana

Antes de mais nada, um projeto iluminotécnico de qualidade.

Por se tratar de um espaço aberto, nada pode ser feito aleatoriamente. Tanto as ruas precisam de uma abrangência de iluminação grande quanto os monumentos.

As praças precisam de pontos de destaque. Nelas, a iluminação decorativa ganha força. Nas estradas, a sinalização e conforto dos motoristas são o centro das atenções.

O projeto iluminotécnico precisa complementar todos estes aspectos.

LED e iluminação pública

É inegável que o LED é a tecnologia do momento em iluminação. Consome menos energia, dura mais tempo e polui menos o ambiente. E não somente para ambientes internos, como substituta das lâmpadas fluorescentes.

Pensar em iluminação urbana sem correlacionar com o LED é retroceder tecnologicamente.

Na maioria das grandes cidades, ainda é possível encontrar lâmpadas de alta pressão. Estas possuem alta potência e fluxo luminoso.

Porém, a iluminação é feita através de reações químicas. O vapor de gases (mercúrio, sódio ou outros gases metálicos) são prejudiciais ao meio ambiente. O que não acontece com o LED.

Fonte: G-light


DEIXE SEU COMENTÁRIO